Cauax

Acompanhe a Cauax na rede

Busca de cursos

18
fev

Vagas sobrando em cursos técnicos e universidades

O Brasil passa por um momento de extremo otimismo econômico. O aquecimento do mercado gera oportunidades de desenvolvimento do nosso país: melhorias na infraestrutura, crescimento das empresas nacionais, aumento da renda da população, geração de novos empregos, entre outros.  O apagão do conhecimento é o grande desafio que o Brasil precisa enfrentar para usufruir de todas essas oportunidades.

A culpa, portanto, seria das universidades e cursos técnicos que não possuem vagas suficientes para a demanda de alunos?

Não. Em matéria realizada pelo Jornal da Globo é destacada a dificuldade que cursos e faculdades têm para lotar suas turmas a cada semestre. Segundo a reportagem, a quantidade de instituições de ensino - universidades e cursos técnicos - cresceu cerca de 100% na última década e, atualmente, muitas sofrem com ausência de alunos. Universidades Federais também passam pelo mesmo fenômeno, com aproximadamente 14 mil vagas não preenchidas.

O motivo do apagão do conhecimento seria então o desinteresse dos profissionais em investir em qualificação?

Novamente acreditamos que não. A principal dificuldade é a falta de planejamento na criação e investimento de determinados cursos. As disciplinas e ementas não acompanham a mesma velocidade que o mercado de trabalho e as necessidades atuais do Brasil exigem. Também há a dificuldade de comunicação das instituições de ensino com os estudantes e profissionais interessados em se capacitar, além do alto custo da maioria dos treinamentos profissionalizantes.

Nós da Cauax temos a sadia ambição de minimizar este problema. Em breve publicaremos novidades em primeira mão aqui no blog.

Compartilhe:

Por: cauax_admin

Comentários

Cauax
Cauax disse:

Obrigado, Matheus.

Seja bem vindo para melhorar o conteúdo do nosso blog com seus comentários!

Matheus
Matheus disse:

Acredito que, pelo menos em relação as universidades particulares, o foco deve sere dado a qualidade dos cursos, e não na quantidade. E o número de vagas não preenchidas em universidades federais é espantoso, não tinha noção desse dado. Muito bom o post.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

* campos obrigatórios